quinta-feira, 12 de agosto de 2010

"It's a sin." Oh, really?

Aprendam, crianças, como se responde com dignidade o velho "it's a sin":


Traduzindo mal e porcamente:

Patti: Homossexualidade é um pecado, Lacey, e isso está muito claro na Bíblia.

L: Então não está tratando seu corpo como um templo. E as mulheres deviam ter as cabeças cobertas. E no Deuteronômio, um casamento só é válido se a mulher for virgem, e ela deveria ser executada se não fosse... e que qualquer uma que cometesse adultério deveria ser apedrejada até a morte. Em Marcos, o divórcio é proibido. Eu suponho que para a homossexualidade você está se referindo ao Levítico 18:6: "Você não deve se deitar com um homem como se deita com uma mulher. Isso é uma abominação." Um versículo similar ocorre dois capítulos depois, em Levítico 20:13: "Um homem que dorme com outro homem é uma abominação e deve ser executado." O Levítico é um código sagrado escrito há 3000 anos. Ele também inclui proibições contra cortes de cabelo, tatuagens, trabalhar no Sabbath, vestir roupas de tecidos misturados (?), comer carne de porco ou crustáceos, consultar videntes e até brincar com a pele de um porco (lá se vai o futebol!). Eu acredito em moralidade, que é ter um comportamento correto independentemente do que me é dito... não em religião, que é fazer o que me é dito, independentemente do que é correto. Você é bem-vinda para dar sua própria interpretação da Bíblia e de política, claro, mas eu preciso de mais do que "a Bíblia diz  assim" para justificar certas coisas neste mundo e certamente para julgá-las.

4 comentários:

' Rôh disse...

...há também um que diz que as crianças que respondessem os pais deveriam ser mortas [perceba que o negócio ficou tenso, onde muitos de nós estaria agr?] e os filhos gerados por relações extraconjugais também [coitados, que culpa têm, afinal?]

A bíblia não pode ser interpretada literalmente. Quando assim o fazem é para legalizar interesses de grupos com objetivos definidos, radicais e preconceituosos e acabam por legalizar sofrimento, tragédias e o afastamento das pessoas de Deus, que não legalizou nada disso, senão o amor ao próximo, paz e benevolência.

Daniel Savio disse...

As pessoas deveriam pensar mais na verdadeiras leis de Deus, pois realmente pecamos bem mais por sermos hipocritas do que ao pensar em ajudar pessoas que são supostas pecadores...

Fique com Deus, menina Moony.
Um abraço.

Higor B. Rodrigues disse...

Daqui uns dias do jeito que o mundo ta vai virar realidade!

Atreyu disse...

Fechou!!! Esse(a) que respondeu foi PHODA