sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Se a gente já não sabe mais rir um do outro, meu bem, então o que resta é chorar...

(Música do título: O vento - Los Hermanos)

Olha aí, parece que estamos voltando ao ritmo normal de postagem :D

Na verdade, eu ia postar só amanhã, mas não vai dar, então achei melhor adiantar do que atrasar.

Vamos mudar um pouco as coisas por aqui neste post... Hoje só os novos selos e o que me der na telha de escrever... Capítulos pra depois =P

Esse foi indicado pela Thays Lima:



É o Troféu do Amigo!
Criado no intuito de conhecer novas pessoas e enaltecer grandes amizades via blogosfera!
Esse é o Troféu do Amigo!
Esses blogs são extremamente charmosos.
Esses blogueiros têm o objetivo de se achar e serem amigos.
Eles não estão interessados em se auto promover.
Nossa esperança é que quando os laços desse troféu são cortados
ainda mais amizades sejam propagadas.
Entregue esse troféu para oito blogueiros(as) que devem escolher oito
outros oito blogueiros(as) e incluir esse texto junto com seu troféu.

Eu costumo seguir fielmente as regras dos selos, mas hoje não tô afim de escolher pessoas... Afinal, nesta amada blogosfera são muitos os que eu considero amigos, e não apenas oito. Sendo assim, este selo vai pra todo mundo que está na lista de blogs aqui na barra lateral. Sintam-se indicados!

Este outro é o Seu blog é muito Top! Indicado pela Bell Bastos do Retilíneo.

Regras:

- Indicar quem te mandou
- Responder a pergunta: por que seu blog é top
- Indicar 7 blogs pra receberem o selinho
- Constar as regras

Bom, o nosso (meu e do Rôh) blog é top porque, pra início de conversa, nós somos demais xD Ok, falando sério... O .status quo. é Top porque nós temos um compromisso com esse blog. Ao mesmo tempo em que escrevemos o que queremos, o .status quo. também está aqui por vocês, que nos lêem e nos incentivam a continuar e também para nos manter cada vez mais unidos, apesar das tantas (!) diferenças. *enxuga as lágrimas*

Hoje tô revoltada com regras... Mais uma vez, esse selo é pra todos! Sintam-se indicados xD

Ok, passados os selinhos e declarações de amor ao blog... Mais uma vez estou com uma vontade louca de escrever sobre... o ato de escrever xD Vou acabar escrevendo um livro sobre isso... Ei, não é má idéia!

Enfim... Minha história Pra não dizer que não falei de flores (Flores, pros íntimos xD) está recebendo comentários realmente construtivos no Nyah! Fanfiction, que é o site onde publico minhas histórias. Todo mundo que escreve deve saber como é maravilhoso receber um retorno positivo do seu trabalho. Eu não sou paga pra escrever, ou seja, não tenho nenhuma obrigação de atualizar minhas histórias em determinado período de tempo e coisa e tal... A minha única recompensa por escrever são os comentários que recebo. É pelas pessoas que lêem (e gostam do que lêem) que eu atualizo freqüentemente e também é por causa delas e dos bons comentários que eu me sinto motivada a continuar escrevendo e manter a qualidade do que faço.

Foi por essas e outras que nessas férias eu “me apeguei” muito a Flores. Como eu já disse umas milhares de vezes aqui, comecei a escrevê-la pura e simplesmente para aliviar a tensão do Will (Todos Aqueles Ontens) que estava me consumindo muito. Eu não tinha nenhuma preocupação em revisar os capítulos de Flores e pensava muito pouco no rumo que trama tomaria. Era realmente algo pra passar o tempo. Mas, como não podia deixar de ser, ela ganhou vida e eu não consegui fugir do fato de que todas as minhas histórias acabam tendo um pouco de mim nos seus personagens.

É aí que entra o que eu queria escrever hoje... O ato de escrever em primeira pessoa. Conheço algumas pessoas que têm muita dificuldade nisso. E outras que não têm problema em escrever tanto em primeira quanto em terceira. E, claro, as que, como eu, preferem escrever em primeira pessoa. Bom, depende de cada trama... Se a história tem muitos personagens e vários pontos de vista, é melhor que a narração seja feita em terceira pessoa. Mas para as que, como as minhas, se focam basicamente em uma ou duas pessoas, a melhor opção é a primeira.

Eu não escrevo bem em terceira. Posso até fazer isso (como no Prólogo de Ontens), mas vai sair com muito mais esforço do que se fosse em primeira pessoa. Quando a narração vem de um personagem, geralmente o protagonista ou um deles, é impossível pra mim não me envolver profundamente na história. Sentir o que o personagem sente, essa é a questão.

Quando escrevo em primeira pessoa (ou seja, sempre), procuro descrever fielmente o que o personagem está sentindo ou vivenciando no momento. Meus personagens sentem mais do que agem. Eu tenho que saber o que ele está sentindo o tempo todo, e isso é desgastante.
Mas não é ruim. Em primeira pessoa as coisas simplesmente... fluem. Eu já disse aqui no .status quo. como sofro pra escrever, como demoro pra conseguir parar de revisar e achar que algo está bom. Mas eu amo escrever. Sim, como todo amor, este também é contraditório.

Ao mesmo tempo em que preciso me sentir na pele desses personagens, eles também acabam me trazendo uma espécie de escape. O Will foi o primeiro e sempre será o único (creio eu) que terá a incrível capacidade de me esgotar e me aliviar com a mesma intensidade xD Toda forma de escrita, pra mim, sempre é um alívio (contanto que não seja obrigação), mas direcionar esse alívio para determinado personagem e determinado momento é melhor ainda.

Will é, basicamente, a pessoa que eu gostaria de ser. Não no sentido de viver as coisas que ele vive (ou melhor, que eu o faço “viver”), mas o Will-essência, o Will despido de fatos, esse sim, é uma coleção de coisas que eu nunca fui ou nunca terei oportunidade de ser. Bom, pra início de conversa, ele é homem 8D Estranho, mas eu realmente não consigo escrever em primeira pessoa se o personagem for uma mulher. Simplesmente não sai. Um dia ainda consigo...

O Rodrigo de Flores é o escape pra um lado mais doce que eu não revelo nem sob tortura xD Todo mundo tem dois lados, um mais calmo e outro nem tanto, só um sempre pesa mais... Em Flores eu posso desenvolver esse lado mais tranqüilo que definitivamente não levo pra vida real u.u’

E, finalmente, há mais um... Essa semana eu decidi começar outra história, chamada The Greatest. Um dia desses, eu estava assistindo o filme Alta Fidelidade (que, aliás, nunca terminei de assistir xD) e aquela coisa de loja de discos, CDs e derivados me fascinou. No mesmo dia li uma crítica do filme Milk – A voz da igualdade (preciso assistir!) e lá dizia que o cara (o Milk do título) tinha uma loja de discos e tal... Poxa, duas vezes no mesmo dia! A idéia ficou na minha mente por alguns dias até que eu decidisse pôr a mão na massa.

Amo música, de todo o coração. E acho fascinantes as décadas de 60, 70 e 80. Pra mim é meio triste ver como o nosso modo de conseguir as músicas que queremos está deixando de ser “físico” e se tornando virtual. Se antes comprávamos CDs, hoje baixamos no Emule. Estamos passando por uma transição. A bandas disponibilizam algumas faixas no sites, outras podem ser compradas... Tudo virtual. Não é muito mais gratificante comprar um CD? Eu não estou dizendo que não ouço músicas na internet, nem que isso é completamente errado. O que estou dizendo é que devíamos equilibrar isso. Eu adoro a Internet, mas às vezes acho que estamos exagerando. Sim, isso entra em conflito com a minha área, que é justamente a Informática, mas eu tenho um certo medo do futuro da tecnologia. Mas isso é assunto pra outro post...

Enfim... Do meio da década de 80 para o início da década de 90 também houve uma transição. Os LPs - os velhos discos de vinil, tão bonitinhos *-* - começaram a se tornar obsoletos e as pessoas preferiam comprar CDs, que tinham acabado de surgir no mercado e eram a grande novidade do momento. Aqui em casa, o primeiro CD foi comprado em 1989.

Bom, resolvi que a história se passaria nesta época. E, claro, como ponto principal, uma loja de discos e música em geral (cassetes, revistas, CDs, etc). Pensei em situá-la no Brasil, mas depois pensei melhor e resolvi que seria, mais uma vez, em Londres. Porque? Bom, porque eu preciso de estações bem definidas (inverno e outono, principalmente), porque eu amo Londres e porque não consigo imaginar um lugar melhor para situar algo focado em música. O rock britânico é maravilhoso.

De tanto escrever Flores nestas férias, eu estava precisando de um personagem mais ácido do que o calmo Rodrigo. Precisava de algo pra descontar o meu senso de humor um tanto sarcástico (só um tanto?) que muitas vezes eu deixo só pra mim. E então surge o Joshua.

No início dos anos 90 também começava a surgir nas faculdades o curso de Engenharia da Computação. Perfeito. Música e Exatas.

É, eu sou das Exatas. Meio difícil de acreditar, até pra mim xD Apesar do meu imenso amor à arte, essa é a minha área. Então nada melhor pra aliviar isso também do que um estudante de exatas com sua grandessíssima queda pelas humanas, assim como eu.

Mas tudo bem... Depois de Engenharia eu faço Jornalismo e Belas Artes 8D *iludida*

Enfim, não postarei essa história aqui, senão ficaria a maior confusão. Mas a medida que eu for atualizando no Nyah! vou colocando os links pros capítulos no Índice (abaixo da lista de blogs). Pra quem quiser, primeiro capítulo aqui.

Ah, minhas aulas começarão nessa segunda-feira, finalmente!! *-* Depois conto como estão as coisas por lá...

Até mais... o/

23 comentários:

GueGue disse...

pq sou tão impaciente?

Varda disse...

Há,seloss!!
o//

Mony disse...

.moony.
tem presentinho para vc lá no blog.
Não sei se vc já recebeu mas saiba que é de coração que pensei em vc! Beijos Mony.

Única e Exclusiva disse...

Passo depois pra ler com mais atenção e carinho. (Amanheci com nariz entupido e ainda não melhorei, ¬¬)

Passei pra deixar meu carinho por este blogue e dizer que o link do meu blogue mudou, só clicar no meu nome. Valeu ^^

Bjinhos e um otimo fds ;********

Kátia Flávia disse...

Posso ouvir o vento passar, assistir à onda bater, mas o estrago que faz a vida é curta pra ver... Eu pensei.. Que quando eu morrer vou acordar para o tempo
e para o tempo parar: Um século, um mês, três vidas e mais um passo pra trás? Por que será?... Vou pensar.

AHHHHHHHHHHh LOS HERMANOS!!!!!!!!!!!´

mony me add no msn vane.horah@Hotmail.com


Beijossss

.ana disse...

moony!
escreve sempre, do jeito que achar melhor... pq, eu te entendo, tu fazes isso por prazer. pq gosta mesmo. qd a gente faz o que gosta, costuma ter resultados positivos. ;)

e lindos os selos, parabéns.

beijos!

Nenhum Mistério disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nenhum Mistério disse...

Oi amor da minha vida \o/
Tava pensando em vc ontem !!!
Cara eu vou começar a passar mais lá no Nyah Fanfiction o.õ
Acho que só fui umas duas vezes ...
Mas olha só, adorei esse teu post.
Eu odeio exatas prefiro as humanas. Tudo que envolve a arte me interessa.
E eu também amo Londres.
Masssss
Acho que aqui no Brasil seria legal fazer uma história tbm ¬¬
tipo... Amo Londres mas quando se trata de anos 60, 70, 80 e 90 eu prefiro o Brasil, não é segredo pra ninguem que eu curto muito messssmoo musica brasileira
Mas tenho certeza que se você fizer em londres vai ficar perfeito da mesma maneira.

Um beijinhu de sua admiradora
Té maiss
o/*

' Rôh disse...

"É, eu sou das Exatas."

Vc já é hetero e agr isso... Não fale mais comigo, estou me despedindo da sua vida e vou voltar no tempo atrás da minha amiga Kamila, pq ela é uma pessoa boua e lecal, vc é má e feia.

UNA. =P


Xau!

RafaelGuimaraes disse...

=D
foi a nossa conversa sobre 1º e 3º pessoa que te inspirou pra este post? uahuahuahuahuahhuaha.
cada um tem sua facilidade. ^^
cadê meu merchan?
uahuahauhauhuaha
não é pra dizer que sou eu. diz que é um amigo distante que mora no acre ou algo assim O.o

^^

Bell Bastos disse...

OObrigada. =D

Com certeza, eu achei esse protesto bem bacana também, porque sempre acham que só porque é adolescente e tem um blog que precisa necessariamente ficar tratando de futilidades. Pous! Não é porque somos jovens que somos todos viciados em boy bands e coisinhas fúteis! Achei um protesto muito justo. =D

Ah,. e obrigada pelo selo, sexta-feira eu posto no blog. =D

O amor e etc. disse...

Eu estou louco para assistir Milk, esse filme é de um dos meus diretores preferidos, é de Gus Van Sant. Gus Van Sant já fez Elefante e é assumidamente homossexual. Eu sempre quis moarar em Londres, sou fascinado pela terra da rainha, espero ao menos visitar um dia. Gostei da ideia da sua história, continue, de vida a ela.
Obrigado por todos os seus conselhos, estou percebendo que é meio difícil de viver sem o meu blog. Beijos.

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, também tenho preguiça e escolher o pessoal para mandar selos, ai no ultimos dias eu acabo colocando "para que quiser pegar"...

Hum, ainda vou ler os seus textos senhorita Moony, está bem?

Prometo voltar com mais vezes aqui.

Fiquem com Deus, menina Moony e menino Rôh.
Um abraço.

Gusta Fernandes disse...

não li nenhum, mas me bateu uma curiosidade, vou ler todos!

Acho que me indetificarei mais will.

Eu me encaixo nas pessoas que não sabem escrever em 1º pessoa. Eu me confundo ao personagem. Ele ganha meus aspectos e por fim só faz o que eu realmente faria.

Se torna obvio demais, isso me desanima.

beijo!

Poly Jomasi disse...

aaiai queria tempo pra ler.. vou arrumar ner! rsrs adoro ler os teus escritos^^ bju moony!!!!!

Rodrigo Hyoukami disse...

Ja faz um tempo...
Quanto não me lembro...
Lembro-me só dos momentos...
Poucos, mas todos...
Repletos de sentimentos...
Aos amigos e posts então referidos...
Agora uma vez mais retorno...
Espero, trazendo bons tempos...
Ah e como não citar...
Esse post que acabara de oilhar...
Rico em cada repassar...
Realmente tens te posto a trabalhar...
É bom ver-lhes na ativa minha amiga...
Fiquem bem e que sua caminhada permaneça serena e convicta...

GueGue disse...

Ai, que bom que me entende! Ai, o coldplay é tão fofo né?? Deu um show deles na MTV no sábado, não viu?? aaiinnn! amei!

Beijoss

O Profeta disse...

Mudei os meus mais profundos desejos
Vi reflectida em ti a ternura
Não há derrota no sonho
Não há revolta, apenas brandura

O julgamento dos teus fracassos
É feito numa lagoa sem azul
Um milhafre lança um pio de raiva
Que atinge o branco das casas do sul


Boa semana


Mágico beijo

# vitor martins' disse...

Uh, também quero assistir Milk (:
Hm, não acredito que você choou com Homem Aranha Ç.Ç

Bem, se você chorou por causa da falta de espressão do Tobey, e os peitos caídos da Kristen, eu acho que acredito sim... AUIHAIUAHIUAH

Boa semana *:

Ice Ice Baby disse...

LoserManos..adoooooooooro!!

bjs chuchu

Sophie disse...

Poxa moony, tu não tens noção do quanto eu sou completamente viciada/apaixonada/louca por músicas das décadas de 60/70/80. Principalmente 80. Eu viivo dizendo que, ou tive alguma encarnação naquela época (eu nem acredito mto nisso :P), ou nasci na época errada y.y.
Amo demais... e esse aí, assim como o Flores (eu acompanho mais do que o Will) vai me conquistar.!!!

E gosto de uma chuvinha tbm, mas qndo tô em casa u.u kkk.
E cara eu esculhambei a Globo com um amigo meu no msn por deixar de passar o Oscar pra transmitir aquelas escolas ¬¬

=**

LUA disse...

Oiiiiiii
td bem por ai???

descupa o chá de sumiço^^
correria total aki

beeeeeeeeijo

Sophie disse...

Aaaahhh sabes que uma amiga me indicou hoje essa cantora?!!!
Aí eu fui baixar soh q meu Dreamule hoje não colaborou ¬¬
aff's
Mas vou tentar!!!

Valeeu *-*
Deve ser show mesmo, segunda indicação ... e as duas tem um ótimo gosto musical!!!
;)

Feliz dia da mulher *-*

;**