segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Este caminho que eu mesmo escolhi é tão fácil seguir, por não ter onde ir - Maluco Belza / Raul Seixas

Olá...
Eu ia postar o capítulo cinco do Pra não dizer que não falei de flores hoje, mas a verdade é que não consegui terminá-lo a tempo... Mas talvez eu poste na sexta ou na segunta-feira que vem (mais provável na segunda).
Acabo de sair de uma terrível prova de Análise de Circuitos... É deprimente, porque eu achei que tava arrasando na matéria e vem a porra do Teorema de um doido chamado Thévenin pra acabar com tudo! Resultado: tudo indica que tirei um 2. Mas tudo bem, eu supero. Afinal, dois sempre é melhor que zero.
Parente-san (que mudou seu nick para Roh, mas eu nunca vou conseguir deixar de chamá-lo de Parente-san) está mais uma vez sem internet. Talvez ele poste essa semana, talvez não... Mas acho que ele posta sim...
Ah, estou lendo um livro muito bom: A Grande Arte, de Rubem Fonseca.
Conheço muita gente que despreza a literatura nacional, mas a eles eu digo: Não façam isso. Muitos autores brasileiros são simplesmente maravilhosos. Fernando Sabino, por exemplo, é o the best. O melhor livro que li em toda a minha vida foi Encontro Marcado, do Fernando Sabino. A Faca de Dois Gumes também é incrível.
Detalhe: às vezes quando a gente diz "o melhor livro que já li" as pessoas acham que é por causa do estilo, da história, etc, etc... E é mesmo, mas, nesse caso em especial, o Encontro Marcado não é o melhor pra mim só por causa disso. Ele é o melhor porque significou muito para mim quando o li, e não me canso de relê-lo quantas vezes forem necessárias para sentir de novo tudo o que ele tem de especial.
E Brumas de Avalon divide o pódio, evidentemente xD~ Mais uma vez, o que eu mais achei incrível no livro foram alguns assuntos que significavam muito para mim, mesmo que não afetassem muito a história. E foi epecial tamém por tratar o tema do Rei Arthur de uma forma tão maravilhosa, focando principalmente na substituição das reliões "pagãs" pelo cristianismo. Quanta coisa se perdeu nessa loucura de achar que todos os não-cristãos estavam errados!! E o pior é que ainda tem gente que pensa assim.
Bom, por hoje é só...
Até mais...

5 comentários:

RafaelGuimaraes disse...

hm ^^
Esses dois livros que você cita são muito bons. realmente concordo que são um dos melhores que eu li. :D
E sim eu li desde o capitulo 1.
Achei bem interessante. O último livro que eu li que abordava esse tema, foi o 3º travesseiro. É um bom livro, a história bem interessante, mas acho que às vezes apela muito para o lado erótico. u.u
Sei lá. Mas gostei muito. :)
até)

Justine disse...

Só para te dizer como estou solidária contigo relativamente à literatura brsileira. Adoro o Ruben Fonseca, o Fernando Sabino,o Assis-Brasil, o Garcia-Roza(que me mostrou o Rio antes de eu lá ir, assim como o Ruy Castro) e tantos outros actuais. E se começasse a falar dos clássicos, então não terminava este comentário...:))
Abraço

SophieLóren disse...

hello.!!! andei pelo seu blog, li algumas postagens antigas, sabe q a história desse cara ( o ínicio ) que me fez começar a ler... ano de vestibular, jornalismo... exatamente o q eu tô passando... descrição perfeita :P
não li tudo, li o 1o, 2o e 3o capítulos, mas qndo o tempo permitir vou voltar... seus gostos parecem com os meus, quem não gostou de Encontro Marcado? Quem não se indginou com Eduardo Marciano? Tbm li As brumas... e Los Hermanos (qria q eles voltassem pra ver um show deles y.y) ... um abraço.!

Rodrigo Hyoukami disse...

Palavra sobre testes...
Nunca medem o que conhece...
Apenas o quanto não se esquece...
Isso quando lhe permitem o conhecimento do que se pede...
Mas tudo bem...
Ao menos ainda aos livros tem...
Certamente os amigos tambem...
E desculpe-me pela sumida...
Ainda não é uma volta completa...
Mas os estudos estão pesados...
E tempos livres raros...

De qualquer forma, fiquem bem meus amigos.

' Rôh disse...

Huuum... Olhas as coisas melhorando. ;DD
Vc vai ficar famosa, acredite. ;DD

Cheiiro//*