domingo, 7 de setembro de 2008


-Mudez-

Eu,
Que tenho que me contentar
Em ser silêncio
Por mais que grite
Por mais que escarre
A voz do meu ser...
-Cadê você?
E eu tenho que passar as noites
Só pensando, só sonhando
E vou te amando em meus pensamentos
Porque não posso te ter
E te ver... quando eu quero...
Tenho que me contentar
Em ser silêncio.
Silêncio esse que não se rebela
Que não se liberta

Eu,
Que tenho que falar
Tenho que gritar, mas...
Minha mudez não deixa


.

5 comentários:

Mahzinha disse...

Uma das piores coisas da vida e não poder se revelar, mas não chega a ser pior do que ter capacidade e não ter coragem.

Justine disse...

O silêncio é também um modo eloquente de dizer o que não se pode calar...
A foto é muito bela e adequada ao poema.
Abraço

BêbÉT/Ocica's disse...

psiuuuuuu!

Sem mistério disse...

lindo poema..
meu amor eu tô com o terceiro capítulo do blog pronto
eh difícil entrar na net sem pc em casa..
um grande beijo ^^

morango disse...

ser silencio as veses doi... mais é necesario..
bjus..