quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Sem Título

Então, passando rapidinho pra atualizar meus blog's. Senão a outra lá, (Moony) me mata qdo a net dela voltar!!!
E aproveitar pra falar de um livro que tô lendo, muito interessante: O Terceiro travesseiro, de Nelson Luiz de carvalho. Como ainda tô no começo não tem como adiantar nada, só ouvi dizer que é uma história muito triste e tô muito excitado com o mesmo, (só lembrando que é uma história homossexual) tô lendo também Verônika decide morrer, de Paulo Coelho. Primeiro livro dele que to lendo e sei lá, sempre ouvi falar das polêmicas de quem alega que ele é bruxo, fora que ainda tem as histórias de como ele influencia as pessoas através de seus personagens... isso me assusta às vezes, mas todo esse clima de tensão e curiosidade também é muito excitante. Optei por ler dois livros ao mesmo tempo, pq to seguindo o conselho do meu prof. de biologia que me disse que isso estimula o cérebro: -"Por ser um músculo, como outras partes do corpo, se você exercitar, ele vai se desenvolver, e essa é uma boa maneira de fazê-lo..."
Só espero que ele não desenvolva o bastante e saia pelos ouvidos!!! kkk
Que piadinha idiota!!! =/
Meu povo, eu já me vou e, como não poderia deixar de ser:

-A uma ausência... -

A tua ausência
Que torna triste os meus dias
E põe aos prantos meu coração
E esse amor...
Que me ludibria, me desencaminha
Esse amor que habita meus pensamentos
Até os dias choram se compadecendo do meu sofrer
Só você não vê
O que meu ser já não consegue esconder
E as minhas noites são tão frias sem o teu calor
São tão infelizes sem esse amor
Mas a culpada é essa tua ausência
É esse te querer...
É esse não te ter

-------------------

-Necessidade de você-

Tuas cartas
Espalhadas pelo quarto
Não são suficiente
Eu preciso do teu tato
-Dos teus braços
E releio os versos de amor que compôs
Inevitavelmente
Ainda mais ardente
É a falta dos teus beijos
-Do teu cheiro
E meu quarto me faz te ver
Tuas cartas sobre a cama
Sobre a cômoda
Pelo chão e na estante
Me fazem te querer
E não te ter, agora!
É o que me mata.

E pra sobreviver... Releio tuas cartas.


Eu me fico por aqui... Boa Noite.

6 comentários:

Thays Lima disse...

hehe tudo lindinho!!
adorei os versos!
legal entaum vc lembra q eu gosto de Drumond nossa q memória einn!
bjãoooo e brigadimm pelo coments
bom findi ai!

Weslley Sousa disse...

Super, hiper, mega, ultra, power legal Rôh! Show de bola o blog adorei. Vc é mto talentoso kra! rsrsrs Bjão!

Mahzinha disse...

Cudiado pra não exercitar muito o cérebro e ficar maluco. Bom, ao menos que você queira ser um. ;D Belos versos, adorei!

Angel de Amor disse...

muito bommm!!!!
rsrsr
adorei os versos...
qnt a leitura dos livros cuidado com paulo coelho....
dizem q ele escreve muito mal!!rsrsrs
bjus, passa lá no meu blog tbm!!
xau!

Rodrigo Hyoukami disse...

Bom, primariamente, obrigado pelo comentario. Quando a pergunta pendente, assim como deste comentario, o sou. Quanto á honra que me dera, esteja certo, tera retribuição sincera, pois creio seja correto. Sem mais delongas, fique bem, quanto ao musculo que alongas, de certo mal não tem.

Sem mistério disse...

Muito fofo ^^
Como você é maravilhoso garoto!!!
Lindo mesmo...
Eu adorei.
olha esse que escrevi, num sei se você vai gostar...


Não quero amor que me ame mais que a própria vida
nem quero flores nem café ao acordar
nem que me cure a ferida ressequida
não quero amor que impede de chorar.
Não quero amor que prenda a mágoa indecisa,
por que o tempo nunca poderá fazer
voltar a lágrima impregnada na camisa
trazer de volta a dor que não pude sofrer.
por que se aprende mais na dor do que na sorte,
E o teu presente sempre dói mais que o passado.
Prefiro viver pouco e amar muito até a morte,
Que viver muito e morrer sem ter amado.